As fábricas de dessalinização produzem mais salmoura do que a água doce


Solve o estresse de água

Notícias de revendedor é uma resposta ao estresse da água, que designa uma situação em que a demanda de água é maior que os recursos disponíveis . Por um lado, a demanda por água global aumenta, impulsionada pelo crescimento demográfico e pelo aumento do consumo por pessoa. Por outro lado, os recursos disponíveis diminuem por causa do aquecimento global e da poluição. Resultado: Quatro dos sete bilhões de seres humanos no planeta são enfrentados com estresse de água pelo menos um mês por ano.

Dessalinização menos eficiente no Oriente Médio e Norte da África

mais de 62% da água doce do mundo produzida no consumo mundial, comparado a 30% pelo setor industrial. O resto é usado para produção de energia ou irrigação. As plantas de dessalinização se concentram principalmente nas áreas mais áridas, onde o estresse da água é importante, especialmente no Oriente Médio e no norte da África.

Embora essas duas áreas nem representem a produção de água doce mundial, elas concentram mais de 70 % de descargas de salmoura. Em particular, quatro países (Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Kuwait e Qatar) representam 55% da salmoura global. Isso é explicado pelo uso de um processo térmico de dessalinização, menos eficaz do que a osmose reversa, outro sistema de purificação de água.

A relação entre as quantidades de água doce e salmoura. Depende da tecnologia usada e concentração de sal do deslocamento da água. Se usarmos osmose reversa e água do mar, a técnica mais utilizada, 42% de água doce e 58% de salmoura.

Climate Mudança torna crucial. “Hidrodiplomatie”

para manzoor qadir, CO -Author do estudo, seria necessário reutilizar a salmoura produzida “de uma maneira economicamente viável e respeitosa do meio ambiente”. Por exemplo, poderia servir na produção de spirulina (uma alga usada como suplemento dietético), na aquicultura ou na produção elétrica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *