CO057Comparação de manifestações oftálmicas, extra-oftalmológicas, prognóstico visual e geral de 194 uveíte sarcoidosic de acordo com a etnia

H3> Resultados

Cento e noventa e quatro pacientes foram incluídos: 145 pacientes tinham sarcoidose histologicamente comprovada, enquanto 49 pacientes presumiram sarcoidose. Cento e trinta e dois pacientes (68,0%) foram caucasianos, 40 (20,6%) foram Magreb e 22 (11,3%) foram afro-caribenhos. O período médio de acompanhamento foi de 74,7 meses sem diferença significativa entre os três grupos étnicos. Houve uma predominância feminina (69,0%) e a idade média do diagnóstico foi de 52,1 anos, com apresentação inicial anterior em pacientes negros africanos (34,3 anos ± 11,3) e Maghrebians (43, 1 anos ± 14.1) do que em indivíduos caucasianos (57,8 anos ± 16.6) (P < 0.001). A localização da uveíte foi comparável entre os grupos, com a maioria dos panuvites (47,9%) e uma clara predominância de formas bilaterais (77,8%). Os pacientes originários do norte da África tiveram abusos mais sistêmicos no diagnóstico e durante o acompanhamento, enquanto houve predomínio de oculares isoladas em caucasianos (p = 0,04). Não foi encontrada diferença significativa entre os grupos relativos ao uso de tratamentos sistêmicos durante o acompanhamento (p = 0,46). Os pacientes afro-caribenhos tiveram um prognóstico visual melhor com a recuperação completa de sua acuidade visual inicial em 72,7% dos casos (p = 0,025).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *